Autor Tópico: Antena 3  (Lida 279040 vezes)

O Bigode do Sala

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 385
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2385 em: Setembro 03, 2021, 11:38:49 pm »
Para fechar as minhas considerações sobre o rumo que creio que deveria ser o tomado pela direcção da Antena 3 e, indo ao encontro com algumas opiniões expressadas por alguns camaradas de fórum, deixo aqui a tabela do Índice A3.30, apresentado por Ana Galvão e Augusto Seabra, no dia 24 de Setembro de 2011.

Há quase 10 anos, a tabela foi esta:

30.º - Katy Perry - Last Friday Night
29.º - The Kooks - Junk Of The Heart
28.º - Little Dragon - Ritual Union
27.º - X-Wife - Keep On Dancing
26.º - Two Door Cinema Club - Something Good Can Work
25.º - GNR - Cais (versão Vôos Domésticos)
24.º - Arctic Monkeys - She's Thunderstorms
23.º - Yuck - Shook Down
22.º - Cansei de Ser Sexy (ft. Bobby Gillespie) - Hits Me Like a Rock
21.º - The Naked And Famous - Young Blood
20.º - Prana - Etanol
19.º - The Strokes - Taken For A Fool
18.º - Bombay Bicycle Club - Shuffle
17.º - João Só & Abandonados - Fogo
16.º - The Vaccines - Norgaard
15.º - We Trust - Time (Better Not Stop)
14.º - Metronomy - The Look
13.º - Young The Giant - My Body
12.º - Ludo - Fica, Não Te Vás Daqui!
11.º - doismileoito - Quinta-feira
10.º - Trêsporcento - Elefantes Azuis
09.º - Norton - Two Points
08.º - Frankie Chavez - Family Tree
07.º - Arcade Fire - Speaking in Tongues
06.º - Foo Fighters - Walk
05.º - Linda Martini - Juventude Sónica
04.º - Coldplay - Every Teardrop Is A Waterfall
03.º - Adele - Someone Like You
02.º - Forest The People - Pumped Up Kicks
01.º - Florence + The Machine - What The Water Gave Me

 8)
Para além da apresentação das novidades musicais, a agenda cultural, as recordações e estórias por detrás da comemoração do 20.º aniversário do Nevermind, notícias sobre o mundo da música e interactividade entre a Ana Galvão e os ouvintes através dos comentários no Facebook e no Twitter (juro que a primeira vez que ouvi falar do Twitter foi pela voz da Ana Galvão na Antena 3) que, todos os locutores principais tinham.

E também na altura, o Luís Oliveira fez um especial sobre os Nirvana entrevistando o Pac-Man (actual Carlão) e uma figura que há muito já não se ouve na 3: o Miguel Guedes dos Blind Zero.

O serviço público não se quer para castas e elitista, mas também não deve adoptar uma lógica meramente comercial e fútil (para isso há a Cidade FM e a Mega Hits).
Esse equilíbrio é difícil, mas se nos contextualizarmos ao que se passava há 10 anos, creio que é lícito afirmar que a Antena 3 que muitos de nós defendemos já existiu e era liderada pelo José Mariño: ecléctica, jovem, abrangente, com bastante música portuguesa e maioritariamente nova, alternativa mas com toques de mainstream!

PS: Se hoje tenho alguma bagagem musical, muito se deve à Antena 3. Por isso, para mim é muito mais que um mero posto emissor. É como um clube de futebol do qual sou adepto e que, por crises internas e, sobretudo, externas, perdeu as suas velhas glórias, insistindo em não se renovar com novos valores e cuja a actual direcção está a delapidar o património do clube, de há 6 anos para cá, fazendo batê-la no fundo!
« Última modificação: Setembro 03, 2021, 11:48:30 pm por O Bigode do Sala »

Boxx

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 626
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2386 em: Setembro 04, 2021, 08:42:44 am »
Restringir o barómetro A3.30 à produção nacional é outra “embirração” sem qualquer sentido e que faz desertar a audiência a um programa com grande potencial.

Boxx

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 626
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2387 em: Setembro 04, 2021, 08:44:18 am »
Há excesso de produção nacional sem qualidade na grelha da 3!

radiokilledtheMTVstar

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1969
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2388 em: Setembro 04, 2021, 09:34:28 am »
De tudo o que tem passado não só na 3 mas também na Vodafone e SBSR porque vão sempre atrás, os únicos projetos aparecidos nos últimos tempos que eu creio que vão ter um grande futuro (e tirando o hip-hop) são os Cassete Pirata e o David Bruno por um lado mais humoristíco.
Se há 10 anos me dissessem que a Lena d'Água - com todo o respeito pela carreira da senhora mas é constrangedor tentá-la pintar do nada como uma estrela alternativa - ou um mestre do auto-tune iriam passar na Antena 3 diria que estavam a gozar comigo.

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2389 em: Setembro 04, 2021, 11:52:15 am »
Para fechar as minhas considerações sobre o rumo que creio que deveria ser o tomado pela direcção da Antena 3 e, indo ao encontro com algumas opiniões expressadas por alguns camaradas de fórum, deixo aqui a tabela do Índice A3.30, apresentado por Ana Galvão e Augusto Seabra, no dia 24 de Setembro de 2011.

Há quase 10 anos, a tabela foi esta:

30.º - Katy Perry - Last Friday Night
29.º - The Kooks - Junk Of The Heart
28.º - Little Dragon - Ritual Union
27.º - X-Wife - Keep On Dancing
26.º - Two Door Cinema Club - Something Good Can Work
25.º - GNR - Cais (versão Vôos Domésticos)
24.º - Arctic Monkeys - She's Thunderstorms
23.º - Yuck - Shook Down
22.º - Cansei de Ser Sexy (ft. Bobby Gillespie) - Hits Me Like a Rock
21.º - The Naked And Famous - Young Blood
20.º - Prana - Etanol
19.º - The Strokes - Taken For A Fool
18.º - Bombay Bicycle Club - Shuffle
17.º - João Só & Abandonados - Fogo
16.º - The Vaccines - Norgaard
15.º - We Trust - Time (Better Not Stop)
14.º - Metronomy - The Look
13.º - Young The Giant - My Body
12.º - Ludo - Fica, Não Te Vás Daqui!
11.º - doismileoito - Quinta-feira
10.º - Trêsporcento - Elefantes Azuis
09.º - Norton - Two Points
08.º - Frankie Chavez - Family Tree
07.º - Arcade Fire - Speaking in Tongues
06.º - Foo Fighters - Walk
05.º - Linda Martini - Juventude Sónica
04.º - Coldplay - Every Teardrop Is A Waterfall
03.º - Adele - Someone Like You
02.º - Forest The People - Pumped Up Kicks
01.º - Florence + The Machine - What The Water Gave Me

 8)
Para além da apresentação das novidades musicais, a agenda cultural, as recordações e estórias por detrás da comemoração do 20.º aniversário do Nevermind, notícias sobre o mundo da música e interactividade entre a Ana Galvão e os ouvintes através dos comentários no Facebook e no Twitter (juro que a primeira vez que ouvi falar do Twitter foi pela voz da Ana Galvão na Antena 3) que, todos os locutores principais tinham.

E também na altura, o Luís Oliveira fez um especial sobre os Nirvana entrevistando o Pac-Man (actual Carlão) e uma figura que há muito já não se ouve na 3: o Miguel Guedes dos Blind Zero.

O serviço público não se quer para castas e elitista, mas também não deve adoptar uma lógica meramente comercial e fútil (para isso há a Cidade FM e a Mega Hits).
Esse equilíbrio é difícil, mas se nos contextualizarmos ao que se passava há 10 anos, creio que é lícito afirmar que a Antena 3 que muitos de nós defendemos já existiu e era liderada pelo José Mariño: ecléctica, jovem, abrangente, com bastante música portuguesa e maioritariamente nova, alternativa mas com toques de mainstream!
Lá está, aqui sim, uma rádio para jovens e que conseguia apostar em música nova feita por portugueses.

Se bem que nesta altura já numa certa decadência mas claro, nada a ver com o que se passou nos anos seguintes.

A melhor fase foi mesmo a que coincide com Nuno Markl nas manhãs, 2004-2009. Com génese ainda no tempo de Luís Montez director (2001-2003).

Atento

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2916
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2390 em: Setembro 04, 2021, 12:40:19 pm »
Para fechar as minhas considerações sobre o rumo que creio que deveria ser o tomado pela direcção da Antena 3 e, indo ao encontro com algumas opiniões expressadas por alguns camaradas de fórum, deixo aqui a tabela do Índice A3.30, apresentado por Ana Galvão e Augusto Seabra, no dia 24 de Setembro de 2011.

Há quase 10 anos, a tabela foi esta:

30.º - Katy Perry - Last Friday Night
29.º - The Kooks - Junk Of The Heart
28.º - Little Dragon - Ritual Union
27.º - X-Wife - Keep On Dancing
26.º - Two Door Cinema Club - Something Good Can Work
25.º - GNR - Cais (versão Vôos Domésticos)
24.º - Arctic Monkeys - She's Thunderstorms
23.º - Yuck - Shook Down
22.º - Cansei de Ser Sexy (ft. Bobby Gillespie) - Hits Me Like a Rock
21.º - The Naked And Famous - Young Blood
20.º - Prana - Etanol
19.º - The Strokes - Taken For A Fool
18.º - Bombay Bicycle Club - Shuffle
17.º - João Só & Abandonados - Fogo
16.º - The Vaccines - Norgaard
15.º - We Trust - Time (Better Not Stop)
14.º - Metronomy - The Look
13.º - Young The Giant - My Body
12.º - Ludo - Fica, Não Te Vás Daqui!
11.º - doismileoito - Quinta-feira
10.º - Trêsporcento - Elefantes Azuis
09.º - Norton - Two Points
08.º - Frankie Chavez - Family Tree
07.º - Arcade Fire - Speaking in Tongues
06.º - Foo Fighters - Walk
05.º - Linda Martini - Juventude Sónica
04.º - Coldplay - Every Teardrop Is A Waterfall
03.º - Adele - Someone Like You
02.º - Forest The People - Pumped Up Kicks
01.º - Florence + The Machine - What The Water Gave Me

 8)
Para além da apresentação das novidades musicais, a agenda cultural, as recordações e estórias por detrás da comemoração do 20.º aniversário do Nevermind, notícias sobre o mundo da música e interactividade entre a Ana Galvão e os ouvintes através dos comentários no Facebook e no Twitter (juro que a primeira vez que ouvi falar do Twitter foi pela voz da Ana Galvão na Antena 3) que, todos os locutores principais tinham.

E também na altura, o Luís Oliveira fez um especial sobre os Nirvana entrevistando o Pac-Man (actual Carlão) e uma figura que há muito já não se ouve na 3: o Miguel Guedes dos Blind Zero.

O serviço público não se quer para castas e elitista, mas também não deve adoptar uma lógica meramente comercial e fútil (para isso há a Cidade FM e a Mega Hits).
Esse equilíbrio é difícil, mas se nos contextualizarmos ao que se passava há 10 anos, creio que é lícito afirmar que a Antena 3 que muitos de nós defendemos já existiu e era liderada pelo José Mariño: ecléctica, jovem, abrangente, com bastante música portuguesa e maioritariamente nova, alternativa mas com toques de mainstream!
Lá está, aqui sim, uma rádio para jovens e que conseguia apostar em música nova feita por portugueses.

Se bem que nesta altura já numa certa decadência mas claro, nada a ver com o que se passou nos anos seguintes.

A melhor fase foi mesmo a que coincide com Nuno Markl nas manhãs, 2004-2009. Com génese ainda no tempo de Luís Montez director (2001-2003).

Agradeçam aos provedores nomeadamente ao arruaceiro Martins e ao caviar Guerra.

Quem monitoriza os provedores?

Estão ao serviço de quem?

Quais os seus interesses?

A provedoria da Rádio reflete o sentir dos seus ouvintes ou dá palco a minúsculas reclamações que não reflectem as inquietações do auditório?

Repito: quem monitoriza os Provedores?

pdnf

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 848
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2391 em: Setembro 04, 2021, 12:50:53 pm »
Entendo que a Antena 3 com uma rede nacional tem de entrar nos território das rádios jovens, que em abono da verdade, não são escutadas em grande parte do território e onde também... existem jovens e se os pretende fixar (e menos mal que ainda existe alguma ajuda espanhola em parte do interior). Aliás, essa é uma função da RTP, prover aquilo que os demais não querem fazer. Mas para o fazer, não precisa de ser uma cópia da MegaHits e da Cidade FM. Pode ter painéis iminentemente mais comerciais, mas muito mais bem feitos do que o que se faz na concorrência, com mais tempo de palavra, informação e até desporto. Mas também pode ter o seu cunho mais alternativo, sem ser uma Vodafone FM ou uma SBSR. Porque também são estilos que entram bem nos jovens.

Não o querendo ser, pode mudar o rumo 180º e voltar-se para os nossos seniores, que bem precisam de uma rádio para eles com qualidade. Aliás, os jovens e os seniores são os mais castigados pelas rádios nacionais e pela Lei da Rádio, com a questão das locais.

Aracaçu

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 482
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2392 em: Setembro 04, 2021, 01:05:17 pm »
Não digam mal do Pedro Má Fama... para os responsáveis da Antena 3 ele é uma das grandes revelações nacionais, é quase a "Nova Voz de Portugal"

Luís Gonçalves

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 36
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2393 em: Setembro 04, 2021, 01:27:43 pm »
Entendo que a Antena 3 com uma rede nacional tem de entrar nos território das rádios jovens, que em abono da verdade, não são escutadas em grande parte do território e onde também... existem jovens e se os pretende fixar (e menos mal que ainda existe alguma ajuda espanhola em parte do interior). Aliás, essa é uma função da RTP, prover aquilo que os demais não querem fazer. Mas para o fazer, não precisa de ser uma cópia da MegaHits e da Cidade FM. Pode ter painéis iminentemente mais comerciais, mas muito mais bem feitos do que o que se faz na concorrência, com mais tempo de palavra, informação e até desporto. Mas também pode ter o seu cunho mais alternativo, sem ser uma Vodafone FM ou uma SBSR. Porque também são estilos que entram bem nos jovens.

Não o querendo ser, pode mudar o rumo 180º e voltar-se para os nossos seniores, que bem precisam de uma rádio para eles com qualidade. Aliás, os jovens e os seniores são os mais castigados pelas rádios nacionais e pela Lei da Rádio, com a questão das locais.
Tem toda a razão, aqui em Vila Real de Santo António não temos sinal de Cidade fm muito menos da Mega Hits, que o emissor mais próximo é o de Monsanto. Não fosse a Los40 e a Europa fm espanholas (apesar de serem duas jukeboxes autênticas com uma playlist super repetitiva e sem qualquer cuidado na sequência das músicas, "tudo ao molhe e fé em deus"), não havia qualquer rádio que servisse minimamente jovens da região do Sotavento. Nem sequer quem aprecia outros géneros músicais mais ecléticos tem direito a uma Vodafone ou uma Smooth fm, Radar, Oxigénio, nada zero. Só nos resta esperar que a implementação do DAB+ esteja para breve, e que possa melhorar a qualidade do éter no sotavento algarvio trazendo os produtos radiofónicos supracitados.
Luís Gonçalves

ruicleto

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 214
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2394 em: Setembro 04, 2021, 01:44:08 pm »
Quem dera que o DAB+ avançasse... :-[

pdnf

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 848
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2395 em: Setembro 04, 2021, 02:15:22 pm »
Entendo que a Antena 3 com uma rede nacional tem de entrar nos território das rádios jovens, que em abono da verdade, não são escutadas em grande parte do território e onde também... existem jovens e se os pretende fixar (e menos mal que ainda existe alguma ajuda espanhola em parte do interior). Aliás, essa é uma função da RTP, prover aquilo que os demais não querem fazer. Mas para o fazer, não precisa de ser uma cópia da MegaHits e da Cidade FM. Pode ter painéis iminentemente mais comerciais, mas muito mais bem feitos do que o que se faz na concorrência, com mais tempo de palavra, informação e até desporto. Mas também pode ter o seu cunho mais alternativo, sem ser uma Vodafone FM ou uma SBSR. Porque também são estilos que entram bem nos jovens.

Não o querendo ser, pode mudar o rumo 180º e voltar-se para os nossos seniores, que bem precisam de uma rádio para eles com qualidade. Aliás, os jovens e os seniores são os mais castigados pelas rádios nacionais e pela Lei da Rádio, com a questão das locais.


Tem toda a razão, aqui em Vila Real de Santo António não temos sinal de Cidade fm muito menos da Mega Hits, que o emissor mais próximo é o de Monsanto. Não fosse a Los40 e a Europa fm espanholas (apesar de serem duas jukeboxes autênticas com uma playlist super repetitiva e sem qualquer cuidado na sequência das músicas, "tudo ao molhe e fé em deus"), não havia qualquer rádio que servisse minimamente jovens da região do Sotavento. Nem sequer quem aprecia outros géneros músicais mais ecléticos tem direito a uma Vodafone ou uma Smooth fm, Radar, Oxigénio, nada zero. Só nos resta esperar que a implementação do DAB+ esteja para breve, e que possa melhorar a qualidade do éter no sotavento algarvio trazendo os produtos radiofónicos supracitados.

Por acaso pensei que a Cidade FM de Loulé se fizessse escutar razoavelmente em todo o Algarve, dado o território ser relativamente plano junto à costa.
A Los40 ouvi-a grande parte da tarde de segunda-feira e não a achei má de todo. A playlist pareceu-me muito equivalente à da Mega, com uma ou outra música espanhola pelo meio, onde estão as nossas portuguesas. As intervenções não são de segundos como as da MegaStar. Ouvi o painel da Cris Regatero e tirandos alguns segundos de silêncio entre músicas (devido às emissões locais, certamente) até gostei. As intervenções delas foram sempre pertinentes e tem uma voz bonita. O colega que entrou a seguir, um tal de Alex, também gostei.

Agora, a diferença de cobertura da Los40 para a Mega ou para a Cidade é substancial, isso sim.

pdf

  • #MdR
  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1202
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2396 em: Setembro 04, 2021, 02:21:16 pm »
Restringir o barómetro A3.30 à produção nacional é outra “embirração” sem qualquer sentido e que faz desertar a audiência a um programa com grande potencial.

Eu deixei de ouvir por causa disso.

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2397 em: Setembro 04, 2021, 02:34:52 pm »
Entendo que a Antena 3 com uma rede nacional tem de entrar nos território das rádios jovens, que em abono da verdade, não são escutadas em grande parte do território e onde também... existem jovens e se os pretende fixar (e menos mal que ainda existe alguma ajuda espanhola em parte do interior). Aliás, essa é uma função da RTP, prover aquilo que os demais não querem fazer. Mas para o fazer, não precisa de ser uma cópia da MegaHits e da Cidade FM. Pode ter painéis iminentemente mais comerciais, mas muito mais bem feitos do que o que se faz na concorrência, com mais tempo de palavra, informação e até desporto. Mas também pode ter o seu cunho mais alternativo, sem ser uma Vodafone FM ou uma SBSR. Porque também são estilos que entram bem nos jovens.

Não o querendo ser, pode mudar o rumo 180º e voltar-se para os nossos seniores, que bem precisam de uma rádio para eles com qualidade. Aliás, os jovens e os seniores são os mais castigados pelas rádios nacionais e pela Lei da Rádio, com a questão das locais.


Tem toda a razão, aqui em Vila Real de Santo António não temos sinal de Cidade fm muito menos da Mega Hits, que o emissor mais próximo é o de Monsanto. Não fosse a Los40 e a Europa fm espanholas (apesar de serem duas jukeboxes autênticas com uma playlist super repetitiva e sem qualquer cuidado na sequência das músicas, "tudo ao molhe e fé em deus"), não havia qualquer rádio que servisse minimamente jovens da região do Sotavento. Nem sequer quem aprecia outros géneros músicais mais ecléticos tem direito a uma Vodafone ou uma Smooth fm, Radar, Oxigénio, nada zero. Só nos resta esperar que a implementação do DAB+ esteja para breve, e que possa melhorar a qualidade do éter no sotavento algarvio trazendo os produtos radiofónicos supracitados.

Por acaso pensei que a Cidade FM de Loulé se fizessse escutar razoavelmente em todo o Algarve, dado o território ser relativamente plano junto à costa.
A Los40 ouvi-a grande parte da tarde de segunda-feira e não a achei má de todo. A playlist pareceu-me muito equivalente à da Mega, com uma ou outra música espanhola pelo meio, onde estão as nossas portuguesas. As intervenções não são de segundos como as da MegaStar. Ouvi o painel da Cris Regatero e tirandos alguns segundos de silêncio entre músicas (devido às emissões locais, certamente) até gostei. As intervenções delas foram sempre pertinentes e tem uma voz bonita. O colega que entrou a seguir, um tal de Alex, também gostei.

Agora, a diferença de cobertura da Los40 para a Mega ou para a Cidade é substancial, isso sim.
Nem a TSF (101,6, emissor local de Faro, 1kW) se ouve em pleno em VRSA. A Cidade penso que chega até Tavira em boas condições, a partir daí só com ruído.

Falando de rádios portuguesas e espanholas, julgo que as nossas musicais são melhores. Nas rádios de oldies considero a nossa M80 superior à Los40 Classic, por exemplo. E não me parece que em Espanha exista uma rádio como a nossa Smooth.

Perdemos nas de palavra, também muito devido à dimensão de ambos dos países.
« Última modificação: Setembro 04, 2021, 02:51:36 pm por AG »

O Bigode do Sala

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 385
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2398 em: Setembro 04, 2021, 03:08:25 pm »
Entendo que a Antena 3 com uma rede nacional tem de entrar nos território das rádios jovens, que em abono da verdade, não são escutadas em grande parte do território e onde também... existem jovens e se os pretende fixar (e menos mal que ainda existe alguma ajuda espanhola em parte do interior). Aliás, essa é uma função da RTP, prover aquilo que os demais não querem fazer. Mas para o fazer, não precisa de ser uma cópia da MegaHits e da Cidade FM. Pode ter painéis iminentemente mais comerciais, mas muito mais bem feitos do que o que se faz na concorrência, com mais tempo de palavra, informação e até desporto. Mas também pode ter o seu cunho mais alternativo, sem ser uma Vodafone FM ou uma SBSR. Porque também são estilos que entram bem nos jovens.

Não o querendo ser, pode mudar o rumo 180º e voltar-se para os nossos seniores, que bem precisam de uma rádio para eles com qualidade. Aliás, os jovens e os seniores são os mais castigados pelas rádios nacionais e pela Lei da Rádio, com a questão das locais.
Tem toda a razão, aqui em Vila Real de Santo António não temos sinal de Cidade fm muito menos da Mega Hits, que o emissor mais próximo é o de Monsanto. Não fosse a Los40 e a Europa fm espanholas (apesar de serem duas jukeboxes autênticas com uma playlist super repetitiva e sem qualquer cuidado na sequência das músicas, "tudo ao molhe e fé em deus"), não havia qualquer rádio que servisse minimamente jovens da região do Sotavento. Nem sequer quem aprecia outros géneros músicais mais ecléticos tem direito a uma Vodafone ou uma Smooth fm, Radar, Oxigénio, nada zero. Só nos resta esperar que a implementação do DAB+ esteja para breve, e que possa melhorar a qualidade do éter no sotavento algarvio trazendo os produtos radiofónicos supracitados.
Ora aí está um exemplo de que a Antena 3 jovem faz falta.
Na minha região por acaso estamos bem servidos no que toca a rádios jovens, com a Hiper FM de Rio Maior (para mim, a melhor), a Cidade RI de Alcanena e, actualmente, com a Mega RM.

Mas faz, no que toca ao espectro mais alternativo, só a Antena 3 chega ao Ribatejo.

Enviado do meu Redmi Note 9 Pro através do Tapatalk


Luís Gonçalves

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 36
    • Ver Perfil
Re: Antena 3
« Responder #2399 em: Setembro 04, 2021, 04:08:44 pm »
Entendo que a Antena 3 com uma rede nacional tem de entrar nos território das rádios jovens, que em abono da verdade, não são escutadas em grande parte do território e onde também... existem jovens e se os pretende fixar (e menos mal que ainda existe alguma ajuda espanhola em parte do interior). Aliás, essa é uma função da RTP, prover aquilo que os demais não querem fazer. Mas para o fazer, não precisa de ser uma cópia da MegaHits e da Cidade FM. Pode ter painéis iminentemente mais comerciais, mas muito mais bem feitos do que o que se faz na concorrência, com mais tempo de palavra, informação e até desporto. Mas também pode ter o seu cunho mais alternativo, sem ser uma Vodafone FM ou uma SBSR. Porque também são estilos que entram bem nos jovens.

Não o querendo ser, pode mudar o rumo 180º e voltar-se para os nossos seniores, que bem precisam de uma rádio para eles com qualidade. Aliás, os jovens e os seniores são os mais castigados pelas rádios nacionais e pela Lei da Rádio, com a questão das locais.


Tem toda a razão, aqui em Vila Real de Santo António não temos sinal de Cidade fm muito menos da Mega Hits, que o emissor mais próximo é o de Monsanto. Não fosse a Los40 e a Europa fm espanholas (apesar de serem duas jukeboxes autênticas com uma playlist super repetitiva e sem qualquer cuidado na sequência das músicas, "tudo ao molhe e fé em deus"), não havia qualquer rádio que servisse minimamente jovens da região do Sotavento. Nem sequer quem aprecia outros géneros músicais mais ecléticos tem direito a uma Vodafone ou uma Smooth fm, Radar, Oxigénio, nada zero. Só nos resta esperar que a implementação do DAB+ esteja para breve, e que possa melhorar a qualidade do éter no sotavento algarvio trazendo os produtos radiofónicos supracitados.

Por acaso pensei que a Cidade FM de Loulé se fizessse escutar razoavelmente em todo o Algarve, dado o território ser relativamente plano junto à costa.
A Los40 ouvi-a grande parte da tarde de segunda-feira e não a achei má de todo. A playlist pareceu-me muito equivalente à da Mega, com uma ou outra música espanhola pelo meio, onde estão as nossas portuguesas. As intervenções não são de segundos como as da MegaStar. Ouvi o painel da Cris Regatero e tirandos alguns segundos de silêncio entre músicas (devido às emissões locais, certamente) até gostei. As intervenções delas foram sempre pertinentes e tem uma voz bonita. O colega que entrou a seguir, um tal de Alex, também gostei.

Agora, a diferença de cobertura da Los40 para a Mega ou para a Cidade é substancial, isso sim.
A cidadefm até poderia se fazer escutar em condições mínimas pelo menos até Tavira, não fosse o facto de sofrer forte interferência da R.A.I na frequência ao lado, 99.6 MHz que emite desde Huelva com muita potência (30 kW!!) . Já cheguei a estar em Faro e a cdd fm ser totalmente cilindrada pelos 99.6 da R.A.I na zona Este da cidade ao pé da rotunda da EN 125, a cerca de 100 km de Huelva!! Em condições normais de propagação (no inverno) geralmente as interferências se começam a fazer sentir mais partir da Fuseta, isto num auto rádio com excelente seletividade...
Luís Gonçalves