Autor Tópico: ondas média e longa na Chéquia  (Lida 1057 vezes)

ruicleto

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 201
    • Ver Perfil
ondas média e longa na Chéquia
« em: Setembro 18, 2020, 01:54:09 pm »
Face ao grande desenvolvimento da rádio digital (DAB+) na Chéquia, que cobre já 95% da população, as ondas média e longa neste país vão ser desligadas em 31 de dezembro de 2021.


notícia em https://www.worlddab.org/news

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1347
    • Ver Perfil
Re: ondas média e longa na Chéquia
« Responder #1 em: Setembro 18, 2020, 02:01:33 pm »
Face ao grande desenvolvimento da rádio digital (DAB+) na Chéquia, que cobre já 95% da população, as ondas média e longa neste país vão ser desligadas em 31 de dezembro de 2021.


notícia em https://www.worlddab.org/news
É este o caminho que tem de ser seguido por cá, o quanto antes.

radiokilledtheMTVstar

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1911
    • Ver Perfil
Re: ondas média e longa na Chéquia
« Responder #2 em: Setembro 18, 2020, 06:01:47 pm »
É este o caminho que tem de ser seguido por cá, o quanto antes.

E a rádio pública em especial pouparia uns bons milhões que iriam dar muito jeito nos próximos tempos...

Luis Carvalho

  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 768
    • Ver Perfil
Re: ondas média e longa na Chéquia
« Responder #3 em: Setembro 18, 2020, 07:27:29 pm »
É este o caminho que tem de ser seguido por cá, o quanto antes.

E a rádio pública em especial pouparia uns bons milhões que iriam dar muito jeito nos próximos tempos...

Milhões? Só no final do processo. Porque, muito provavelmente, algum do equipamento comprado pela então RDP nos anos 90 já precisava de ser substituído após 13 anos de operação e quase 10 anos de desactivação. Muito do equipamento já terá sido descontinuado pelo fabricante - e provavelmente não será fácil encontrar no mercado "peças" de substituição. E, convenhamos, o DAB/DAB+ não é como o FM ou a Onda Média, em que canibalizar um emissor com mais de 20 anos para "roubar" peças para outro emissor semelhante ou procurar aparelhos no mercado de usados para "roubar" componentes  é prática comum.
Cumprimentos,
Luís Carvalho

Administrador do "Fórum da Rádio"

radiokilledtheMTVstar

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1911
    • Ver Perfil
Re: ondas média e longa na Chéquia
« Responder #4 em: Setembro 18, 2020, 08:28:09 pm »
Milhões? Só no final do processo. Porque, muito provavelmente, algum do equipamento comprado pela então RDP nos anos 90 já precisava de ser substituído após 13 anos de operação e quase 10 anos de desactivação. Muito do equipamento já terá sido descontinuado pelo fabricante - e provavelmente não será fácil encontrar no mercado "peças" de substituição. E, convenhamos, o DAB/DAB+ não é como o FM ou a Onda Média, em que canibalizar um emissor com mais de 20 anos para "roubar" peças para outro emissor semelhante ou procurar aparelhos no mercado de usados para "roubar" componentes  é prática comum.

Fico esclarecido caro Luís, no entanto neste caso o gasto maior não seria mesmo em electricidade?
Julgo ter visto há uns anos uma notícia que dizia que a NPO (rádio pública holandesa) iria poupar 3 milhões de euros simplesmente por desligar os emissores no país.

Luis Carvalho

  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 768
    • Ver Perfil
Re: ondas média e longa na Chéquia
« Responder #5 em: Setembro 18, 2020, 10:38:39 pm »
Milhões? Só no final do processo. Porque, muito provavelmente, algum do equipamento comprado pela então RDP nos anos 90 já precisava de ser substituído após 13 anos de operação e quase 10 anos de desactivação. Muito do equipamento já terá sido descontinuado pelo fabricante - e provavelmente não será fácil encontrar no mercado "peças" de substituição. E, convenhamos, o DAB/DAB+ não é como o FM ou a Onda Média, em que canibalizar um emissor com mais de 20 anos para "roubar" peças para outro emissor semelhante ou procurar aparelhos no mercado de usados para "roubar" componentes  é prática comum.

Fico esclarecido caro Luís, no entanto neste caso o gasto maior não seria mesmo em electricidade?
Julgo ter visto há uns anos uma notícia que dizia que a NPO (rádio pública holandesa) iria poupar 3 milhões de euros simplesmente por desligar os emissores no país.

Sim, no final poupa-se na factura da electricidade porque as emissões DAB exigem menos potência do que as analógicas. Todavia, o custo da aquisição de emissores DAB e equipamentos necessários à transmissão integralmente digital não é de menosprezar. E estamos a falar da RTP que já teve DAB... Quanto não vai custar a uma Renascença, uma TSF ou uma MCR, que nunca operaram em DAB utilizando meios próprios... E digo meios próprios porque a RR e a RFM chegaram a emitir no DAB usando a estrutura e os equipamentos da então RDP.
Cumprimentos,
Luís Carvalho

Administrador do "Fórum da Rádio"

radiokilledtheMTVstar

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1911
    • Ver Perfil
Re: ondas média e longa na Chéquia
« Responder #6 em: Setembro 19, 2020, 11:20:16 am »

Sim, no final poupa-se na factura da electricidade porque as emissões DAB exigem menos potência do que as analógicas. Todavia, o custo da aquisição de emissores DAB e equipamentos necessários à transmissão integralmente digital não é de menosprezar. E estamos a falar da RTP que já teve DAB... Quanto não vai custar a uma Renascença, uma TSF ou uma MCR, que nunca operaram em DAB utilizando meios próprios... E digo meios próprios porque a RR e a RFM chegaram a emitir no DAB usando a estrutura e os equipamentos da então RDP.

Muito obrigado pela explicação, mais uma vez :)
Como em quase tudo, teria que ser o Estado a subsidiar o DAB para as privadas que compreendo que não tenham capacidade. O problema é se esse processo for feito tal como a vergonhosa TDT, aí com os interesses envolvidos seria o fim para a esmagadora maioria das rádios locais...
« Última modificação: Setembro 19, 2020, 11:22:32 am por radiokilledtheMTVstar »

Lmviana

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 14
    • Ver Perfil
Re: ondas média e longa na Chéquia
« Responder #7 em: Setembro 30, 2020, 01:36:23 pm »
O operador de TDT irá de novo a concurso, ao que parece a Meo não está interessada em continuar. Seria interessante no concurso para o novo operador incluir 2 ou 3 mux de DAB assim os custos estávamos diluídos em 2 operações reutilização de recursos, provavelmente conseguiam preços apetecíveis ao mercado, não estou a ver um investimento desses a nível individual por alguma rádio, e dessa forma a porta para as locais estaria aberta, claro que dependeria do custo a pagar ao operador. Mas com a banalização da rádio pela Internet acho que ainda vai demorar uns bons anos a rádio dar o salto para o digital...

ruicleto

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 201
    • Ver Perfil
Re: ondas média e longa na Chéquia
« Responder #8 em: Outubro 06, 2020, 09:41:00 pm »
Caro LMVIANA, se dermos o salto para o digital (DAB+) tem que ser rápido, pois estamos já na cauda da europa!
Julgo que uma rede de emissores partilhada seria o ideal (tal como a rede TDT para os diferentes operadores) para permitir, aos que quisessem (nacionais, regionais e locais), uma transição mais económica para o digital - que me parece inevitável, mais tarde ou mais cedo.
Parece-me boa ideia incluir em próximo concurso para operar rede TDT os diferentes MUX para DAB.