Autor Tópico: Serviços públicos europeus de rádio e televisão  (Lida 533 vezes)

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 597
    • Ver Perfil
Serviços públicos europeus de rádio e televisão
« em: Abril 11, 2021, 04:16:36 pm »
(...um aparte...)

Os serviços públicos europeus fazem mais do que gizar grelhas de programas pertinentes para as respetivas populações, são também pertinentes na mobilização de causas de política externa.

Os canais franceses, nomeadamente públicos, estão a dar um grande destaque à morte do Príncipe Filipe, Duque de Edimburgo e marido da Rainha Isabel II. Os noticiários nacionais generalistas abrem com o acontecimento, que chega a ocupar 1/3 da duração de cada bloco informativo, com cerca de 30 min de duração, multiplicam-se os documentários sobre a Família Real nos diferentes canais da televisão pública francesa, debates e, nos canais de noticiais, o assunto é explanado horas consecutivas, com inúmeros convidados e testemunhos.

Não obstante os acontecimentos históricos (a parte ocidental de França foi território inglês na Idade Média, o Rei Henrique II foi casado com uma francesa, etc.), afinidades culturais, alianças políticas e militares, a exposição deste tema pelos media públicos franceses pereceu-me exagerada, até verificar o seguinte: a Família Real Britânica é muito popular em França, chegou a “ajudar” França nos momentos de crise política e/ou na popularidade dos atores políticos. Os média públicos passam a mensagem da poderosa máquina diplomática planetária, de caráter intergeracional, que a  Família Real representa e deixam ficar esta mensagem de importância significativa “o Reino Unido pode contar com a França como Aliado”. Esta é a posição dos media públicos franceses, ou seja, do Estado Francês.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 597
    • Ver Perfil
Re: Serviços públicos europeus de rádio e televisão
« Responder #1 em: Maio 05, 2021, 07:05:53 pm »
Esta semana, no portefólio dos canais públicos franceses de televisão, a estação ‘France.4’ fez um upgrade na respetiva grelha de programas. Um canal tipicamente dirigido ao público juvenil, inova o período de prime-time noturno, chamando outros públicos, com início às 20h10 (19h10, hora portuguesa). A proposta designa-se de ‘> CULTUREBOX <’, o que inclui a mudança de logotipo da estação para esta nova designação. Este projeto teve o início, na estação ‘France.4’, no passado dia 3 de maio de 2021.

Trata-se de uma proposta eclética, cultural, que inclui música clássica (os franceses têm excelentes intérpretes deste género musical, com uma camada jovem de músicos muito bem preparada), ópera, rock (hoje vão emitir um concerto da banda norte americana, “The Smashing Pumpkins”), filmes? e muitos outros géneros, dando a conhecer artistas e criadores para todo o universo de espetadores, mostrando o seu trabalho, promovendo espetáculos e a participação dos intervenientes em tertúlias. Note-se que o projeto se dirige a todas as faixas etárias, e que está delineado/desenhado para ser apelativo junto das camadas mais jovens. Assim, “treina-se o ouvido” do público em geral e cria-se o incentivo para a aprendizagem de música, que, como sabemos, estimula o desenvolvimento intelectual de quem a pratica (à semelhança da prática de xadrez).

Portanto, o canal ‘France.4’ vai acolher esta proposta do serviço público francês, disponibilizando-a para todo o território, através do canal 14 da TDT francesa.

Devo dizer que acho este conceito excelente. Muito bem! Cá, não estou a vez um “rasgo” deste tipo.

Aqui, o que foi possível encontrar sobre esta nova e interessante grelha.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 597
    • Ver Perfil
Re: Serviços públicos europeus de rádio e televisão
« Responder #2 em: Maio 09, 2021, 11:33:15 pm »
Eis que a nova aposta que integra a grelha da estação pública francesa de TV ‘France.4’, das 20h10 às 05h00, designada de ‘Culturebox’, faz sinergia com as estações de rádio públicas francesas em horários específicos. No momento em que escrevo, está no ar uma entrevista gravada na estação de rádio ‘France Culture’.

Este projeto surgiu da resposta dinâmica do operador público francês face ao confinamento provocado pela pandemia covid-19, que ficando a população privada de salas de espetáculo, espaços culturais e fechada em casa, procurou dar resposta com um canal de TV para suprir todos esses constrangimentos e dar, na medida do possível, alguma “qualidade de vida” aos espetadores, estando na TV o maior palco de França nesse período. Foi para o ar no passado dia 1 de fevereiro no canal 19 da TDT francesa (TNT - Télévision Numérique Terrestre), tendo, no passado dia 3 de maio, migrado para o canal 14 da TDT, posição ocupada pela estação ‘France.4’. Em Portugal não vemos o canal 19, mas vemos o canal 14, ‘France.4’, mediante serviço premium de subscrição. Assim, este projeto está disponível, também em Portugal.

Trata-se de um espaço eclético, bastante abrangente, que procura satisfazer praticamente todos os gostos. Cabe a cada um escolher o estilo com que mais se identifica ou espicaçar a curiosidade em perspetivar outros/novos horizontes culturais.

Aqui, as palavras da Presidente do grupo France Telévisions, Presidente do Conselho Superior do Audiovisual e da Ministra da Cultura francesa na emissão inaugural deste projeto televisivo. O conceito está apresentado pelos responsáveis máximos.

Na primeira emissão na estação ‘France.4’, no passado dia 3 de maio, esteve um português no magazine das 20h10 (19h10, hora portuguesa), num ambiente, digamos, informal.

Para terminar, reiterar que a rádio também participa neste espaço de televisão. Não estou a ver uma iniciativa deste tipo surgir em Portugal, dado que inovação, nomeadamente na rádio publica, é algo que não existe.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 597
    • Ver Perfil
Re: Serviços públicos europeus de rádio e televisão
« Responder #3 em: Outubro 08, 2021, 11:09:49 pm »
Como é sabido, os serviços públicos europeus de rádio e de televisão mantêm a memória coletiva viva de temas intemporais do séc.XX, nomeadamente o período de ouro do Rock e de outros géneros que foram agregadores de um modelo de sociedade, à época, a base da sociedade de hoje. Estes temas contam com cópias restauradas e novos vídeos promocionais que agregam multidões de novos públicos, que é como quem diz,  das novas gerações.

Hoje, o canal franco-alemão ‘ARTE’ exibiu um concerto ao vivo de Paul McCartney & Wings, em horário nobre. Quem tem idades maiores ou iguais a 50, lembra-se bem deste Paul McCartney & Wings - Band On The Run (1973). Oxalá que num futuro próximo tenhamos a mesma facilidade em ouvir num automóvel as rádios internacionais como as portuguesas. A rádio portuguesa tem múltiplas falhas, lacunas e omissões que as emissoras internacionais, nomeadamente públicas, não têm.