Autor Tópico: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia  (Lida 6660 vezes)

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« em: Agosto 18, 2016, 10:18:09 pm »
Falando do Montez, saudades da Rádio Comercial Rock (que ele ergueu do nada, quer em termos de programação, quer mesmo nos emissores) e da Nostalgia "versão 1", no início deste século.
« Última modificação: Agosto 20, 2016, 11:45:36 pm por Luis Carvalho »

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 597
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #1 em: Agosto 18, 2016, 11:49:44 pm »
Falando do Montez, saudades da Rádio Comercial Rock (que ele ergueu do nada, quer em termos de programação, quer mesmo nos emissores) e da Nostalgia "versão 1", no início deste século.

Quem ler o seu texto e não ouviu a primeira versão da “Nostalgia”, RDS <NSTALGIA>, pode ficar com a ideia que havia locução nas emissões. Isso não foi assim numa primeira fase, as emissões eram automatizadas a 100%. Portanto, a rádio era de baixíssimo custo ao nível dos recursos humanos, limitados a técnicos que faziam a gestão dos sistemas informáticos e aquele(s) que escolhiam os temas que iam para o ar. Esta rádio foi notícia no jornal semanário “Expresso” por ser a primeira com emissões totalmente automatizadas em Portugal. Na era Montez, foi feita uma intervenção ao nível dos emissores da rede regional sul, com destaque para 96.4 Montejunto, que de um som “baço” e cobertura algo deficitária, passou a um som com qualidade Excelente e cobertura otimizada (hoje, 96.4 apresenta um som que se degradou relativamente a essa época. A gama média-alta e agudos perderam definição), e foi adicionado o novo emissor de Portalegre, 106.7. Fora do âmbito da rede regional sul, foram encetadas parcerias para retransmissão de sinal , como por exemplo em Aveiro, 94.4, a partir do ano 2000. A rádio “Nostalgia” dedicava-se à difusão de música popular das décadas de 50, 60, 70 e alguma coisa, pouca, da década de 80. Chegou a pontos de soar a produto esgotado e repetitivo, altura em que foi descontinuado para dar lugar ao “Rádio Clube Português”, RDS <R CLUB P>. Como não era feito o enquadramento dos temas, o ouvinte, muitas vezes, deduzia que determinada música era característica dos anos 60, e não era. Era da década de 50. A “Nostalgia” teve o mérito de reabilitar a memória coletiva, tendo atingido performances interessantes de audiência por esse fator. A “Nostalgia” deu destaque aos clássicos (oldies), de um dos períodos mais criativos da música contemporânea.
Alguns autores, compositores e músicos também são “estrelas de cartaz” na “Smooth”, são comuns, sendo esta última mais seleta nas escolhas musicais. Por exemplo, a “Nostalgia” de então, passou com relativa frequência versões das músicas de Glenn Miller, agora recuperadas pela “Smooth”. Finalmente consegui chegar ao CD que ando à procura há mais duas décadas, The Glenn Miller Orchestra In the Digital Mood:
https://www.youtube.com/watch?v=4Wodyh-UFHw
(Também é um género musical que aprecio - orquestra. Sou do tempo das discotecas e dos bailes com conjuntos a tocar ao vivo, que divertiam/divertem bastante. Este CD não está a venda em Portugal, pelo que terei de encomendar num site internacional de comércio eletrónico)

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #2 em: Agosto 19, 2016, 06:07:26 pm »
Não sabia que o emissor de Portalegre da Nostalgia não estava em funcionamento. A situação no ex-grupo Presslivre estava mesmo má. Se no caso da RC era um parque de emissores antigo, ainda do tempo do RCP "original", no caso da Rede Sul estamos a falar de uma rede atribuída em 1990, apenas 7 anos antes da venda.

De resto, eu tinha falado em "Nostalgia do início deste século" justamente por ter conhecimento dessa Nostalgia automatizada, que tinha surgido em 1993. Julgo que por volta de 98 ou 99 passou a ter locução, com António Macedo e Aurélio Gomes, por exemplo. Pelo menos eram eles que estavam na Nostalgia quando a passei a ouvir em Aveiro a meio no ano 2000. Também lá estava o Pedro Mourinho, que fazia programas temáticos, como um em que ele recorria a sons da BBC com os destaques noticiosos de um ano em específico.

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 597
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #3 em: Agosto 19, 2016, 09:38:27 pm »
Caro “AG”, a “Nostalgia” foi para o ar em 1993? Eventualmente nalgum pequeno emissor (pode confirmar isso?), porque na Rede Regional Sul foi lançada em 1996, quanto muito, 1997. Antes disso não havia. Aliás antes da “Nostalgia”, a Rede Regional Sul emitia uma rádio de… fado. Numa primeira fase, as emissões foram para o ar com recurso a automação 24 horas/dia, por vezes com brancas, provavelmente quando os sistemas bloqueavam, outras vezes com os sinais horários desfasados da horal real, por exemplo, o sinal horário das 23 horas surgir às 21 horas e 15 minutos. Numa fase posterior, finais de 1997, talvez, havia um locutor no horário noturno que não me lembro do nome. A julgar pelo timbre da voz, já com larga experiência. Posto isto, começaram a surgir nomes como os de António Macedo, Aurélio Gomes, etc. O António Macedo chegou a fazer uma emissão do seu programa matutino em direto a partir de Aveiro, já os 94.4 emitiam a estação. O programa conduzido pelo jornalista Pedro Mourinho (jornalista da SIC) chamava-se “BBC passagem para o milénio”, foi para o ar em 2000, 1 vez por semana (com direito a uma repetição). Foi um programa que, em retrospetiva, fez a cronologia dos principais acontecimentos que marcaram a segunda metade do século XX. Cada programa correspondia a 1 ano, tendo começado com o ano de 1950, ou seja, em cada semana eram abordados os factos históricos de um ano, narração acompanhada da música emblemática desse mesmo ano. Na semana seguinte, abordava-se o ano seguinte, e assim sucessivamente até ao ano 2000, ano em que o programa foi para o ar. Foi tão-somente um dos melhores programas de rádio que ouvi até hoje.

Luis Carvalho

  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 787
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #4 em: Agosto 19, 2016, 10:30:14 pm »
Do que me recordo,  em meados de 1998 a Rádio Comercial e a Nostalgia já operavam nos emissores de Portalegre e do Mendro. Disto tenho a certeza.  Creio que os então 92,3 MHz de Santiago do Cacém também já se encontravam novamente em funcionamento, transmitindo a Comercial - Rádio Rock. Creio que à época, o então emissor de Santiago do Cacém operava a Nostalgia nos 107,1. Naturalmente que, mais tarde, os emissores migraram para Grândola, irradiando a Comercial e a Nostalgia nos actuais 96,8 e 107,5 MHz, respectivamente.

João S:

Antes da Nostalgia, a rede regional sul emitia o então Correio da Manhã Rádio. Não sei,  contudo, como foi (em termos de emissão) a mudança de estação. Porventura, imagino, punham uns CDs de Fado a ocupar o tempo,  durante o processo de transição.
« Última modificação: Agosto 19, 2016, 10:41:09 pm por Luis Carvalho »
Cumprimentos,
Luís Carvalho

Administrador do "Fórum da Rádio"

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #5 em: Agosto 20, 2016, 12:45:39 am »
Pondo os pontos nos is: no início de 93 a Presslivre lançou a Nostalgia nos 103,0 Barreiro. Depois, no final de Março venceram a privatização da RC, e a 15 de Agosto, o CMR cessa as suas emissões. No seu lugar passa a ser emitida a Rádio Comercial Onda Média, até Abril de 96, que é quando se dá a "fusão" da emissões OM com a emissão FM (segundo a Enciclopédia DN desse ano). No seu lugar entra a Nostalgia, ainda automatizada (ou semi, pois eu já ouvi gravações de 1997 do programa Top of the Tops com o Pedro Mourinho).
O locutor que o João refere será provavelmente o Fernando Quinas, que ainda me recordo de ouvir nas noites da Nostalgia.
E quanto aos 103,0 desconheço o que emitiram após a saída da Nostalgia, quiçá uma "cassete" até ao tempo da Rádio Expo e depois da Nacional, já na era MCR/Montez.

Luis Carvalho

  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 787
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #6 em: Agosto 20, 2016, 12:55:21 pm »
Correcto, caro André. Falta descobrir a peça do puzzle compreendida entre a migração da Nostalgia dos 103,0 Barreiro para a rede regional sul e o lançamento da RDP Rádio Expo na frequência em causa. Possivelmente, uma "Cassete FM" automatizada.

Relativamente à Comercial, após a privatização,  encontrava-se, do ponto de vista técnico, num estado lastimável, porquanto muitos dos emissores se encontravam inoperacionais. Só com a entrada do Eng. Montez, em '97, o projecto Rádio Comercial - Rádio Rock recuperou a estação, quer na componente tecnológica (emissores), quer ao nível dos conteúdos.
Cumprimentos,
Luís Carvalho

Administrador do "Fórum da Rádio"

UKW

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 7
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #7 em: Agosto 20, 2016, 01:02:38 pm »
Do que me recordo,  em meados de 1998 a Rádio Comercial e a Nostalgia já operavam nos emissores de Portalegre e do Mendro. Disto tenho a certeza.  Creio que os então 92,3 MHz de Santiago do Cacém também já se encontravam novamente em funcionamento, transmitindo a Comercial - Rádio Rock. Creio que à época, o então emissor de Santiago do Cacém operava a Nostalgia nos 107,1. Naturalmente que, mais tarde, os emissores migraram para Grândola, irradiando a Comercial e a Nostalgia nos actuais 96,8 e 107,5 MHz, respectivamente.

João S:

Antes da Nostalgia, a rede regional sul emitia o então Correio da Manhã Rádio. Não sei,  contudo, como foi (em termos de emissão) a mudança de estação. Porventura, imagino, punham uns CDs de Fado a ocupar o tempo,  durante o processo de transição.

Nunca entendi a aberração técnica de terem atribuído a frequência 106.7 em Portalegre, quando já havia a RFM em 106.8.

Luis Carvalho

  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 787
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #8 em: Agosto 20, 2016, 11:50:17 pm »
Nota de administração:

Por forma a evitar maior dispersão no tópico "Smooth FM", a discussão a respeito do passado da Rádio Comercial e da Rádio Nostalgia deve continuar no presente tópico.
Cumprimentos,
Luís Carvalho

Administrador do "Fórum da Rádio"

JLopes

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 14
  • Radio, live transmission.
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #9 em: Agosto 21, 2016, 12:02:51 am »
Pergunta pertinente: entre 1993, quando a Comercial foi vendida e 1997, como eram as emissões da Rádio Comercial? E em relação aos emissores, julgo que a rede funcionava precariamente, apenas os emissores de Lisboa e Lousã estavam a funcionar? Em que condições técnicas emitia uma Rádio Comercial separada da RDP se esta empresa do Estado ficou com os melhores equipamentos e vendendo praticamente apenas as frequências e o que não interessava? Em resumo, em que condições o engenheiro Luís Montez  se deparou quando entrou na direção da rádio?
« Última modificação: Agosto 21, 2016, 12:05:26 am por JLopes »

AG

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #10 em: Agosto 21, 2016, 12:15:48 am »
Do que me lembro, muito pouco, a Comercial era uma rádio generalista que estaria entre a RR Canal 1 (popular) e a TSF (informativa, com target das classes altas). A nível de emissores, lembro-me que no final de 1997 descobri que a RC emitia nos 97,7 Valongo, que foi quando o Montez e a MCR começaram a reequipar  os emissores.
Quanto ao processo de separação, de recordar que a RC perdeu os emissores da RCN nos 100,4 MHz Porto e da frequência FM da Onda Média em Lisboa, os 100,3 MHz. Não faço ideia de como decorreu esse processo, mas na altura a RDP era liderada por Soares Louro, que era um gestor bastante competente.

guest6

  • Visitante
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #11 em: Agosto 21, 2016, 04:57:25 am »
Que me lembre também Porto (97.7), Braga(99.2) e Faro(96.1) emitiam em condições razoáveis.

Enviado do meu VF-895N através de Tapatalk


pdf

  • #MdR
  • Administrator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1202
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #12 em: Agosto 21, 2016, 11:51:38 am »
O antigo emissor de Valongo (97.7 MHz), antes da aposta de renovação do Luís Montez migração para o Monte da Virgem, ainda emitia a partir da torre auto-sustentada dos tempos do RCP original. Ainda me lembro de estar na Senhora da Hora a escutar um programa do José Jorge Letria no meu walkman Sony - não me lembro do nome do programa, infelizmente - e estar a escutar uma emissão cheia de cortes, deficiências no áudio e com uma cobertura sofrível para uma rádio que, à data e se não me falha à memória - estou a escrever isto sem rede - já tinha autorizada uma potência de 44 kW.

Manuel Castro

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 17
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #13 em: Agosto 21, 2016, 03:38:17 pm »
Do que me lembro, quando o governo de Cavaco Silva quis privatizar a Rádio Comercial, a estação entrou num estado de total decadência, visto que, como estava para ser vendida, a RDP nem queria saber das condições técnicas da Rádio (ainda a emitir com decrépitas antenas em "ferradura", instaladas julgo, nos inícios dos anos 80. O emissor da Lousã era dos que funcionava melhor, mesmo tendo uma qualidade de som fraca, além de cortes frequentes na emissão. Eu raramente picava o ponto na RC (ouvia mais RFM e outras estações), porém via-se que era uma rádio que funcionava mal, não só ao nível do equipamento, como nos conteúdos. Resumidamente,  tratava-se de uma rádio que funcionava como podia, depois de ser vendida com o que a RDP não queria. Porque os melhores recursos técnicos e humanos ficaram na rádio pública.

Se bem me recordo, o último emissor da Rádio Comercial a ser reactivado,  já na era Montez,  foi o de Bragança, por volta do ano 2000, 2001, melhor dizendo, por essa altura (não sei precisar).
« Última modificação: Agosto 21, 2016, 03:40:26 pm por Manuel Castro »

joao_s

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 597
    • Ver Perfil
Re: História da Rádio Comercial e Rádio Nostalgia
« Responder #14 em: Agosto 21, 2016, 06:08:58 pm »
Caro “AG”, na rede regional sul, a “Nostalgia” não começou semiautomática, começou automática, um automatismo a funcionar continuamente 24/horas dia. O genérico, composto por duas vozes femininas, servia de indicativo da estação. A novidade residiu na apresentação de temas icónicos, “restaurados” graças às técnicas de processamento digital de áudio, que permitiam uma qualidade sonora sem precedentes. O “novo” som certamente que criou impacto junto dos ouvintes. Esse foi um dos legados do Luís Montez, recuperar “a melhor música de sempre”, aliás, viria a ser o slogan da estação na voz de Jaime Fernandes.
Pelo que refere o produto “Nostalgia” foi testado na frequência de 103.0, Barreiro, tendo-se, possivelmente, verificado que havia recetividade de um auditório muito mais vasto e, talvez, deduzo, se tenha procedido à migração da estação para a rede regional sul.
Não deixa de ser uma curiosidade que a “Smooth” foi lançada na mesma frequência, 103.0 Barreiro, e 92.8, Figueiró, quase duas décadas depois. Um produto radiofónico igualmente pertinente.