Autor Tópico: Rádio Terranova - 105,0 MHz Ílhavo  (Lida 2697 vezes)

MPFM

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 33
    • Ver Perfil
Re: Rádio Terranova - 105,0 MHz Ílhavo
« Responder #15 em: Setembro 22, 2021, 09:42:42 pm »
Puxando um pouco atrás no tópico... depois de ver o histórico em imagens, é impressão minha ou optaram pelo mesmo tipo de torre que sofreu o infeliz acidente? As sapatas de arranque são as mesmas da torre derrubada. Não querendo ser profeta da desgraça... o que aconteceu uma vez pode acontecer novamente. E o fabricante é explicito "Este tipo de torres pode atingir os 100 metros de altura, tendo que, o seu grau de estabilidade ser directamente proporcional à sua altura, isto é, se um cliente deseja adquirir uma torre modelo auto-suportada com 30 metros de altura, a sua construção não terá que ter a mesma estabilidade que uma torre modelo auto-suportada com 100 metros de altura."
A nova torre terá uns meros 30 metros e não 100, como vi numa resposta. A anterior era mais alta?

jcset

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 37
    • Ver Perfil
Re: Rádio Terranova - 105,0 MHz Ílhavo
« Responder #16 em: Setembro 23, 2021, 01:54:23 am »
Apesar da deslocalização do emissor da FAMA Rádio para a Nossa Senhora da Assunção, que concorre com a TerraNova no sul da Área Metropolitana do Porto, esta última continua a levar a melhor. Neste momento estou a escutar a FAMA 1km a sul do que indica no FMSCAN como limite de escuta desta rádio, na zona de Canelas em Vila Nova de Gaia, dentro de um edifício, mas próximo à janela, o que até aqui há uns tempos atrás era completamente impossível, pois a TerraNova dominava a frequência totalmente, entrando até com RDS e radiotext no interior. Tem de se localizar muito bem a antena para não ter qualquer estático e no caso tenho o telefone quase no chão. Para a FAMA ainda está difícil o sul da AMP. A TerraNova continua a dominar, deixou apenas de meter RDS e no interior do edifício passou a escutar-se com mais alguma dificuldade, mas tem som totalmente limpo em várias posições. Felizmente, ajustando a antena é dos casos em que se consegue ter som limpo de uma ou outra frequências, sem serem misturadas, o que, naturalmente, num carro não deve acontecer. A TerraNova mesmo no Porto ainda mete sinal, mas aí é o contrário, a FAMA domina e a TerraNova tem de se escutar com alguma mestria.

Ora, estive aqui a fazer uma brincadeira no Google que passo a explicar: no local em que escuto agora, estou a 32km em linha reta do Santuário e  a 50km em linha reta do Parque de Campismo da Gafanha. A FAMA emite com 2kw, a TerraNova com 1kw. A FAMA emite de uma cota alta, a TerraNova de uma cota baixa. Portanto está em total desvantagem. É verdade que o terreno tem mais acidentes pelo caminho para a rádio de Santo Tirso do que para a de Aveiro, e a de Aveiro beneficia de fazer quase metade do percurso sobre a ria que ajuda a refletir o sinal. Mas justifica-se que uma rádio mais longe se imponha de forma tão expressiva face a uma mais perto, com melhores condições? Ou estará a TerraNova a emitir com mais PAR do que o autorizado? Ou a FAMA com menos do que os 2Kw?

É que no caso da Voz de Santo Tirso e da TSF da Lousã, a tendência é precisamente inversa e falamos de um emissor muito mais potente que o da TerraNova

Nota: Curioso que a FAMA se apresenta em antena, aquando da indicação das frequências como MAIA 105.8, apesar de Famalicão nem fazer fronteira com o distrito, o que revela algum desejo de expandir para a AMP.

A ter sido autorizada pela ANACOM a deslocalização do centro emissor da Fama (105MHz) para o Santuário de Nossa Senhora da Assunção (Santo Tirso), logo foi o operador obrigado a orientar as antenas para o concelho de atribuição do Alvará (Norte - Famalicão) assim como imposta a instalação de reflectores nas costas das antenas (Sul).
A potência à saída do emissor também terá diminuído significativamente devido ao aumento de ganho acrescido ao sistema radiante.
A Fama ficou com uma melhoria na cobertura no sentido de orientação das antenas e laterais variando de acordo com o tipo e nº de elementos radiantes.
Não tem nada a ver com a P.A.R. mas sim com a grande desvantagem das regras aplicadas na instalação de um emissor num concelho limítrofe.
« Última modificação: Setembro 23, 2021, 01:59:38 am por jcset »

jcset

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 37
    • Ver Perfil
Re: Rádio Terranova
« Responder #17 em: Setembro 23, 2021, 02:21:22 am »
Puxando um pouco atrás no tópico... depois de ver o histórico em imagens, é impressão minha ou optaram pelo mesmo tipo de torre que sofreu o infeliz acidente? As sapatas de arranque são as mesmas da torre derrubada. Não querendo ser profeta da desgraça... o que aconteceu uma vez pode acontecer novamente. E o fabricante é explicito "Este tipo de torres pode atingir os 100 metros de altura, tendo que, o seu grau de estabilidade ser directamente proporcional à sua altura, isto é, se um cliente deseja adquirir uma torre modelo auto-suportada com 30 metros de altura, a sua construção não terá que ter a mesma estabilidade que uma torre modelo auto-suportada com 100 metros de altura."
A nova torre terá uns meros 30 metros e não 100, como vi numa resposta. A anterior era mais alta?

100m!,  Auto-Suportada!,  22.000€!, impossível. Aquele tipo de estrutura auto-suportada normalmente tem altura máxima de 42mts vulgarmente instalada com 30 ou 36mts. É um tipo de estrutura com muita oscilação no topo recomendada para operadoras móveis que dividem a carga no topo por igual nos 3 vértices compensando também a carga das baixadas e escada de acesso.
Para Radiodifusão FM é uma estrutura muito larga em termos de massa metálica e funciona como reflector numa antena.
É bem melhor e muito mais estável além de mais barato optar por torres espiadas.